Andam a estragar as férias à malta…

Por esta altura meio Portugal já deve estar instalado ou de malas aviadas para o Algarve para gozar as suas merecidas férias, com mais ou menos dinheiro para gastar, sendo quase certo que, infelizmente, o segundo caso deve ser o mais frequente. Ao mesmo tempo, andam por aí algumas figuras importantes, antigos governantes, ex-administradores de grupos financeiros e empresários alegadamente menos honestos do que seria de supor, bastante irritados da vida porque lhes alteraram os planos e já não podem, também eles, gozar as suas merecidas férias no Algarve.

Uns estão presos em cadeias com mais ou menos luxos e regalias, outros estão presos nas suas residências, com os luxos advindos de anos e décadas a encher as contas bancárias com o dinheiro dos outros – apesar de, curiosamente, agora se descobrir que nada têm em seu nome, coitadinhos –, outros ainda não estão trancados em casa mas estão impossibilitados de viajar para os seus habituais paraísos de Verão. E, por isso, estão bastante irritados ao ver o cidadão comum, teso e sem perspetivas de vida, rumar ao Algarve para viver alguns dias, uma semana com muita sorte, à custa do cartão de crédito.

Desconfio que esses tais figurões, enquanto andavam a enriquecer por vias, alegadamente, duvidosas, não ficavam irritados pelos danos e prejuízos que estavam a causar aos seus concidadãos, nem tão pouco devem estar preocupados por muitos portugueses terem ficado, de repente, sem as suas poupanças de vida. Mas, como estão impedidos, supostamente, de dar entrevistas, usam os seus advogados como pombos correio do seu descontentamento. E alguns advogados aproveitam o mediatismo inesperado e vestem a camisola de popstars, a mandar umas piadas depois de visitar os seus clientes, de cigarro na boca enquanto se dirigem para os carros de luxo, insultando os jornalistas que têm o desplante de fazer alguma pergunta mais incómoda, com uma ligeireza tal que, por vezes, dou por mim a pensar se eles têm consciência da figura que estão a fazer. Se calhar têm, mas nem se preocupam, o importante é o seu nome ficar na berra, como aqueles concorrentes que vão fazer figuras tristes para os «Ídolos» em troca de cinco minutos de fama.

O que me causa mais espécie é mesmo a irritação dos políticos e empresários, alegadamente corruptos, por estarem a ser julgados. É verdade que um ou outro ainda se deu ao trabalho de arranjar o chamado «testa de ferro» para o dinheiro circular por outras contas bancárias antes de aterrar nos seus bolsos, mas muitos cometeram, alegadamente, crimes graves e sem grandes preocupações em os encobrir, porque se julgavam acima da lei, como foi verdade durante tantos anos em Portugal. Por isso, penso que a irritação é mais por estarem presos e a aguardar julgamento e não tanto por terem sido descobertos.

Tudo isto me faz lembrar um pouco a antiga série da televisão italiana «O Polvo», em que os mafiosos estavam habituados a fazer tudo o que lhes apetecia, umas vezes de forma discreta, a maior parte das vezes à descarada, porque tinham os polícias e os juízes na sua lista de pagamento e sabiam que passavam impunes a tudo e mais alguma coisa. Até que um dia apareceu um comissário de polícia com «eles» no sítio e uma juíza sem medo das consequências de estar a desempenhar o seu trabalho, ou seja, fazer cumprir as leis, e depois foi o que nos lembramos ao longo dos vários anos que durou a série. Em Portugal, nada disso acontece porque não há mafiosos na verdadeira aceção da palavra, mas há muitos políticos e empresários que não se preocupam em cometer esta ou aquela irregularidade, ou crime, para benefício próprio. O problema é que, pelos vistos, agora apareceu um superjuíz com «eles» no sítio e o resultado está à vista. Lá se foram as férias no Algarve para uns tantos quantos… e eles estão super irritados…

Daniel Pina

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s