Venham daí mais procissões !!!

tochasfloridas
No domingo de Páscoa rumei a São Brás de Alportel logo pela manhã para mais uma Festa das Tochas Floridas, com uma hora de antecedência para estacionar com calma e fotografar o tapete de flores que percorria as principais ruas da vila antes de começar a missa e a procissão. Afinal, houve quem fosse bem mais madrugador do que eu, com milhares de estrangeiros a chegarem em autocarros que nunca mais acabavam e que me estragaram os planos de deixar o carro perto da ação.

Já de mochila às costas e máquina fotográfica na mão, vi-me rodeado pelos tais estrangeiros, mais até do que portugueses, homens e mulheres que sabiam ao que vinham, com roupa confortável, chapéu na cabeça e muitos deles com equipamento bem melhor do que o meu. São os turistas de meia-idade e carteira recheada que procuram experiências diferentes e momentos especiais, para guardar na memória, mas também para registar para a posteridade, em fotografias e vídeos para fazer inveja aos amigos e familiares que ficaram em casa.

Turistas que tomaram o pequeno-almoço nos cafés da vila, que provavelmente iam almoçar nos restaurantes da vila – que estava a ser palco de uma Semana Gastronómica – que compravam bolos nas doceiras da vila, ou uma peça em cortiça ou cerâmica dos artesãos da vila. Uma vila que está localizada em plena Serra do Caldeirão, que não tem praias nem campos de golfe para piscar o olho aos visitantes tradicionais do Algarve, portanto, em vez de se lamentarem, os responsáveis autárquicos decidiram apostar no que têm de único para oferecer, neste caso uma festa religiosa repleta de história, tradição e mística.

Uma aposta ganha e que atrai a São Brás de Alportel cada vez mais turistas na altura da Páscoa e eles ficam, de facto, maravilhados com a beleza que encontram na Festa das Tochas Floridas. Aliás, ai de quem se atrevesse a tapar-lhes a vista, a impedi-los de tirar fotografias e gravar vídeos. Nem eu me livrei de apanhar um raspanete dum cidadão de idade avançada, provavelmente dos 60 anos para cima, que num instante me perguntou, em inglês, se ia ficar ali parado à frente dele, alguns minutos antes de começar a procissão, no Largo da Igreja. Eu, como grande adepto que sou do Herman José, armei-me em carapau de corrida e lancei-lhe o eterno chavão “I’m from Press!”, ao que ele prontamente respondeu “And i’m from Canada” e disse que tinha viajado milhares de quilómetros de propósito para ver a Festa das Tochas Floridas.

Eu olhei para ele, reparei que não estava com cara de bons amigos, sorri e fui tirar fotografias para outro sítio, só para levar com outros turistas que também não queriam perder pitada da procissão. Turistas que, curiosamente, até se agachavam para compor os arranjos de flores, que não resistiam muito tempo à passagem de milhares de pessoas por cima. E que pediam aos locais para fazerem pose de tochas floridas em punho.

Agora, como de costume, vem a parte da moral da história. A Festa das Tochas Floridas é organizada pela Paróquia de São Brás de Alportel com a colaboração da autarquia, das associações locais e das gentes da terra, que apanham as flores durante a semana, que compõem os tapetes de flores nas ruas durante a noite, que montam as barraquinhas na véspera, que colocam as faixas nos prédios uns dias antes, e tudo isto com um orçamento que deve ser praticamente irrisório. Da mesma maneira que Loulé tem as festas da Mãe Soberana e que Tavira, Olhão, Faro, Portimão e outras cidades têm as suas típicas procissões da Semana da Páscoa.

Eventos fora da época alta, com orçamentos perfeitamente aceitáveis e que atraem turistas vindos de todo o mundo precisamente porque, nos países deles, não têm nada disto. Turistas que não se deixam seduzir por praias, parques aquáticos, bares ou discotecas, já não têm idade para isso, agora querem experiências que realmente lhes toquem na alma e, felizmente, o Algarve tem muito disso para oferecer. Basta que tiremos as palas da frente dos olhos e deixemos de pensar apenas no caminho fácil do «sol e praia».

Daniel Pina

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s