As miúdas tomaram conta da casa…

presepio-gigante-de-vila-real-de-santo-antonio_2
Cá por casa, as miúdas tomaram conta das operações. Primeiro, não descansaram enquanto os pais não escreveram as cartas para o Pai Natal com os seus pedidos, o que pode ser uma verdadeira epopeia dramática quando não conseguimos perceber que raio de prendas é que elas estão a tentar descrever-nos: “É a boneca que faz isto e depois mexe aquilo e nós fazemos aqueloutro” ou “é aquela casa que tem isto e nós depois montamos aquilo e as bonecas fazem aquela cena” e por aí adiante.

Ao fim de várias tentativas, lá finalizamos a lista, para depois dividir o mal pelas aldeias, ou seja, decidir que pai, tio, avô ou padrinho compra cada item da cartinha para o Pai Natal. Mas o sossego não termina, porque depois é a azáfama de montar a árvore de Natal. E o presépio, claro. E lá vamos nós desenterrar do sótão ou da garagem as caixas com a árvore, as bolas, luzes e fitas, mas também a serradura e o palheiro, o Menino Jesus, Maria e José, a vaca, o burro e os três Reis Magos.

Presépios que, de facto, são uma tradição de luxo no Algarve, com Vila Real de Santo António a dar nas vistas com um cenário com mais de quatro mil e 500 figuras. Mas também Lagos, Silves, Albufeira, Portimão, Alte e outros locais da região têm os seus presépios merecedores de uma visita, assim haja tempo, e o tempo também ajude, para levar as miúdas. Já para não falar dos presépios vivos, como acontece este ano na Guia ou no concelho de Castro Marim, por exemplo.

Pelo meio desta azáfama natalícia entram em cena os testes da filhota mais velha, que entrou para o primeiro ano de escolaridade. E lá recebemos nós em casa a ementa da festa, como que a dizer para perdermos umas horinhas a estudar com os miúdos. Posto isto, como não conseguimos arranjar bilhetes para a Vila dos Heróis, em Quarteira, vamos divertir-nos a valer, este domingo, com exercícios de oralidade; identificação de vogais e ditongos; divisão silábica; leitura e ordenação de palavras e frases; escrita de palavras e frases com as letras p, t, l e d; escrita de números por ordem crescente e decrescente; aplicação dos sinais <, =, >; somas; decomposição de números; figuras geométricas, lados e vértices; e aplicação dos sinais pertence e não pertence. Já estão a imaginar o divertimento que vai ser. Upa! Upa!

O mais complicado vai ser conseguir estudar com a filhota mais nova, de três anos, sempre a fazer perguntas e a querer participar na sessão de estudos. É a tal idade dos porquês, acho eu, que sou massacrado cada vez que vou sair de casa em serviço. “Onde é que vais?”, “Vais a qual sítio?”, “A que cidade vais?”, tudo de rajada que nem dá tempo para uma pessoa responder. Finalmente, enquanto ela está a recuperar o fôlego, digo que vou falar com uma pessoa, ou tirar fotografias a um teatro, ou ver uns senhores a cantar. E lá começa, claro, nova dose de perguntas. “O que é que o senhor fez?”, “Quem é que vai cantar?”, “Onde é que é o teatro?”.

Com esta rotina a repetir-se todos os dias, não há, de facto, muito tempo livre para olharmos para as notícias que enchem as primeiras páginas dos jornais. Mas deu para ver que Fidel Castro morreu e que agora querem fazer do senhor um herói, um grande estadista, um defensor dos direitos do seu povo. E que o Duarte Lima, pelos vistos, vai ser julgado em Portugal pelos crimes que alegadamente cometeu no Brasil. Primeiro, protestou que não queria ser julgado no Brasil, agora, fizeram-lhe a vontade, reclama que não quer ser julgado em Portugal. Enfim.

Também parece que Paulo Macedo vai ser o novo administrador da Caixa Geral de Depósitos, o tal senhor que meteu a Direção Geral de Impostos na linha e que cortou na dívida da Saúde. E dizem que o Ronaldo e o Mourinho foram apanhados no enredo do Football Leaks. E acho que o Benfica perdeu com o Marítimo, precisamente no dia em que era notícia nos jornais desportivos por ser uma das poucas equipas da Europa que liderava o campeonato sem qualquer derrota. E para mais não tenho tempo, que as miúdas já se levantaram, ainda o galo está a dormir, e andam a correr pela casa toda.

Daniel Pina

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s