Algarve continua a bater recordes… mesmo com algumas pedras no sapato

lagos-1925
Os últimos números do Instituto Nacional de Estatística não me deixam dúvidas: o turismo é o principal motor de desenvolvimento da economia nacional e o Algarve é uma peça-chave para esta realidade. De facto, entre janeiro e outubro, os hotéis da região já tinham batido o recorde de dormidas e proveitos de 2015, que tinha sido, como se sabe, o melhor ano de sempre do turismo algarvio.

Para que não haja confusões, são 17 milhões de dormidas até outubro, contra 16,6 milhões do ano transato; 862,8 milhões de euros de proveitos totais até outubro, contra 758 milhões de euros em 2015; 3,76 milhões de hóspedes até outubro, contra 3,66 milhões de hóspedes em todo o ano passado. Junte-se a isso também um número mínimo recorde de pessoas inscritas nos Centros de Emprego da região, portanto, penso que estamos todos esclarecidos de que o Algarve tem sido um dos grandes responsáveis por Portugal ir saindo, calma e gradualmente, da crise em que esteve mergulhado na primeira metade da década.

Claro que, para quem está no Algarve, estes resultados não constituem nenhuma surpresa. Os empresários da hotelaria, restauração e serviços sentiram, no dia-a-dia, um maior número de clientes, um negócio acima do esperado mesmo depois de ter terminado o mês de agosto, prolongando-se esta azáfama por setembro e outubro, mesmo em novembro nalguns pontos da região. É o reflexo da aposta em novos produtos, já não vivemos apenas do sol e mar, nem sequer tão-somente do golfe na época baixa.

Cresceu o turismo sénior, com visitantes que adoram o Algarve para desfrutar da paisagem, da cultura, da gastronomia, que aqui fazem as suas caminhadas e passeios de bicicleta. Subiu o segmento da observação de aves, das atividades náuticas, vieram mais apaixonados pela arqueologia e geologia, pela história. Visitantes que, na maior parte dos casos, até têm maior poder de compra do que os tradicionais turistas que enchem o Algarve durante julho e agosto e que se limitam a andar do hotel para a praia e da praia para o hotel.

O turista que chega depois de setembro tem mais dinheiro para gastar, vem vários dias, visita diversos pontos da região, come nos restaurantes locais, frequenta museus e outros equipamentos culturais. E para isso também contribuiu uma agenda cultural mais rica, com atividades a acontecerem praticamente todos os dias e em todos os pontos do sotavento e barlavento, mercê do programa «365 Algarve», mas também das próprias autarquias, que aumentaram a oferta dos seus teatros e auditórios municipais.

Por isso, quem está no Algarve todo o ano, não estranhou os dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística. E também não diz que o Algarve só está bem de saúde porque alguns dos seus principais destinos concorrentes atravessam momentos conturbados, nomeadamente por falta de segurança, o que afasta, como é óbvio, milhões de turistas. Quem está no Algarve pensa, sim, como seriam estes resultados se o poder central decidisse ajudar mais os autarcas e empresários locais.

É certo que os nossos governantes têm andado numa roda-viva pelo Algarve nos últimos tempos e é rara a semana em que não temos por cá uma mão-cheia de ministros ou secretários de estado. Uns vêm assinar protocolos e programas que já deviam existir há uma série de anos. Outros vêm inaugurar equipamentos que já deviam estar em funcionamento há não sei quanto tempo. Mas o mais importante continua por fazer. A abolição das portagens na Via do Infante, para aliviar o trânsito na EN 125 e para evitar as tristes imagens dos visitantes espanhóis em filas enormes sempre que querem vir ao Algarve no mês de agosto. Mas também a tão prometida requalificação da EN 125, porque há pontos em que a estrada está em condições vergonhosas. Imagine-se, então, como seriam os resultados do turismo algarvio sem estes dois constrangimentos.

Daniel Pina

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s