Os artistas da música Vs os «artistas» da política

morphosis
Os humanos realmente são teimosos, cabeças-duras e rancorosos …

Chego a casa depois de uma noite de trabalho e entra-me pelo e-mail adentro mais um episódio da novela mexicana em que se está a tornar as Autárquicas 2017 no Algarve.

Conforme escrevi há uma semana, e conforme é sobejamente sabido, o PSD a nível nacional já fez saber que os autarcas social-democratas que se queiram, e possam, recandidatar, vão contar com o apoio da estrutura nacional para tentarem manter as suas câmaras municipais. Portanto, em Castro Marim, tudo aponta que o atual edil Francisco Amaral se venha a recandidatar para mais um mandato com a bênção do PSD.

Acho que a situação está perfeitamente clara, até para mim que não sou nenhum analista político. Contudo, o PSD de Castro Marim teima em ir contra as indicações dos senhores lá de cima e, depois de ter andado meses a fio a criticar a atuação do presidente que foi eleito pelas suas cores, esta noite decidiu mesmo indicar José Estevens como seu candidato nas próximas eleições autárquicas.

Realmente, os portugueses são fantásticos! Já não nos bastava sermos governados por um Primeiro-Ministro que perdeu as eleições mas que foi parar à cadeira do poder através da tão famosa «geringonça», agora vamos ter, supostamente, dois candidatos do mesmo partido a ir a votos no mesmo concelho lá para setembro ou outubro. A não ser que Francisco Amaral decida avançar como independente, o que não tem lógica nenhuma, porque conta com o apoio das tropas de Pedro Passos Coelho, ou que o PSD nacional obrigue José Estevens a desistir dos seus intentos.

O que este episódio mais me chateia é que, por momentos, conseguiu fazer-me esquecer da excelente noite que tinha tido em São Brás de Alportel, ao assistir a mais um concerto do projeto «Morphosis», do trompetista Hugo Alves e do acordeonista João Frade. Uma mistura improvável mas que resulta que nem ginja, por estarmos na presença de dois músicos de gabarito mundial.

Confesso que nunca fui grande adepto de jazz, nem tão pouco vou aos céus com os ranchos folclóricos, os grupos tipicamente associados ao acordeão, mas Hugo Alves e João Frade nunca se prenderam aos padrões estéticos dos instrumentos que tocam, são mestres do improviso e grandes entusiastas de novas experiências no momento de compor e, por tudo isso, «Morphosis» é tremendo.

Ora, como a luz de palco, nesta noite em concreto, não era muito amiga dos fotógrafos, simplesmente coloquei a máquina de lado, recostei-me na poltrona do Cineteatro São Brás, fechei os olhos e deixei-me embalar pela música. E foi, de facto, uma experiência extraordinária, o modo como o trompete de Hugo Alves e o acordeão de João Frade encaixam como luva na mão. João Frade umas vezes a servir de acompanhamento a Hugo Alves, depois, em solos fenomenais de acordeão, com o trompete de Hugo Alves a regressar à ação no momento exato para protagonizar os seus próprios solos. Simplesmente fantástico.

camanelaginha

Experiência idêntica tinha tido há duas noites, desta vez no Cine-Teatro Louletano, com mais um dueto improvável, o piano de Mário Laginha a acompanhar os fados de Camané. E eu, que também não sou um apaixonado por fado, mas adoro o piano, assisti ao espetáculo até ao fim, de olhos sorridentes, apesar de ter terminado as fotos logo no terceiro tema.

Portanto, a música portuguesa, em geral, e a algarvia, em particular, estão em excelente forma, respiram saúde, recomendam-se vivamente, não só os projetos tradicionais, mas também estas experiências, estas novas roupagens, estas «invenções» dos nossos incríveis artistas. Só é pena que outros «artistas», os políticos, teimem em fazer, volta e meia, as suas próprias «invenções», mas essas já não encantam ninguém, antes pelo contrário.

Daniel Pina

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s